Última hora
This content is not available in your region

Eleição de Biden estimula bolsas europeias e asiáticas

euronews_icons_loading
Eleição de Biden estimula bolsas europeias e asiáticas
Direitos de autor  Eugene Hoshiko/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

As ações europeias subiram esta segunda-feira para novos máximos de quase um mês, graças à vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais americanas, que trouxe esperanças de melhores laços comerciais com Washington. O índice pan-europeu STOXX 600 esteve a ganhar mais de 1,5%, graças sobretudo a títulos alemães no setor do comércio. O índice do setor automóvel europeu teve o maior ganho desde fevereiro, enquanto o índice do ramo das viagens e lazer atingiu um máximo de cinco meses. As ações do fabricante de microprocessadores Infineon estiveram em forte alta, devido a uma previsão de receitas em alta.

Nas bolsas asiáticas, o Nikkei de Tóquio atingiu um máximo de 29 anos. Os investidores apostam que uma presidência Biden e um Senado potencialmente controlado pelos Republicanos podem ter como resultado menos reformas da indústria e mais estímulos monetários: "O mercado de Hong Kong já respondeu bastante positivamente na semana passada, quando os investidores esperavam que Joe Biden vencesse esta eleição. Muitas ações foram pressionadas pelos diferendos políticos entre a China e os EUA e pelas pressões norte-americanas no último ano", diz Jackson Wong, diretor de Gestão de Activos da Amber Hill Capital.

Donald Trump teve como cavalo-de-batalha o protecionismo económico e as guerras comerciais com a Ásia (em particular com a China) e a Europa. A atmosfera tensa criada com os quatro anos de presidência de Trump deve acalmar com a chegada de Joe Biden à Casa Branca.