EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Peruanos protestam depois da tomada de posse do presidente Merino

Peruanos protestam depois da tomada de posse do presidente Merino
Direitos de autor AP Photo/Rodrigo Abd
Direitos de autor AP Photo/Rodrigo Abd
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Houve protestos no Peru, depois da tomada de posse de Manuel Merino como presidente, ele que chefiou o Parlamento no processo de impeachment que destituiu o presidente Martín Vizcarra.

PUBLICIDADE

Houve protestos no Peru, depois da tomada de posse de Manuel Merino como presidente, ele que chefiou o Parlamento no processo de impeachment que destituiu o presidente Martín Vizcarra.

Os protestos foram reprimidos por cerca de 600 polícias, que utilizaram gás lacrimogéneo para dispersar os manifestantes. Dezenas de pessoas foram detidas.

"Estamos contra. Não é o momento para fazer isto. O que é que o Congresso quer? Põem agora Merino... O que é que querem? Querem chegar ao poder de uma vez", acusa a estudante Karen Grados.

"Como é que o Congresso pôde fazer de forma tão evidente esta destituição, alegando uma incapacidade moral? O Congresso a falar de incapacidade moral? Por favor. Quantos deputados estão a ser investigados?", questiona outra cidadã, chamada Katherine Torres.

Depois de ter tomado posse, Manuel Merino prometeu "respeitar o processo eleitoral em curso". "Não podemos dividir o país. Há uma má intenção de querer dividir o país e isso não o vamos permitir", garantiu.

As eleições estão marcadas para abril do próximo ano.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Polícia peruana reprime protesto pacífico contra a eleição da presidência da assembleia

Forças de segurança realizam operações na capital da Nova Caledónia para controlar onda de violência

Helicóptero do presidente iraniano faz "aterragem forçada", informa a imprensa estatal