Última hora
This content is not available in your region

UE aberta a relação mais próxima com a Moldávia

euronews_icons_loading
UE aberta a relação mais próxima com a Moldávia
Direitos de autor  Roveliu Buga/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia afirma que está preparada para estreitar relações com a Moldávia na sequência da vitória da candidata da oposição Maia Sandu na segunda volta das eleições presidenciais de domingo.

Maia Sandu, antiga primeira-ministra, havia conquistado a primeira volta do escrutíneo realizado há duas semanas. Os resultados oficiais só serão conhecidos no final da semana.

Em Bruxelas, a comissão europeia reafirmou a vontade de apoiar o país.

"Os resultados são um apelo claro à luta contra a corrupção e à recuperação do respeito pelo estado de direito, caminho em direção a um futuro mais próspero e que a União Europeia está preparada para apoiar a Moldávia", afirmou o princiapl porta-voz da União Europeia, Eric Mamer.

A confirmarem-se os resultados eleitorais, a vitória de Maia Sandu marca uma viragem em direçao ao ocidente, algo contrário à política do presidente Dodon que favorece uma aproximação à Rússia.

Em Moscovo, o presidente Putin reagia assim.

"Espero que a sua atividade enquanto chefe de estado contribua para o desenvolvimento construtivo de relações entre os nossos países. Isto vai sem dúvida ao encontro dos interesses fundamentais dos povos da Rússia e da Moldávia".

A antiga república soviética, de 3,5 milhões de habitantes, é um dos países mais pobres do continente europeu tendo perdido cerca de 40% da população que emigrou à procura de um futuro melhor.