Última hora
This content is not available in your region

Livro "Shuggie Bain" vale a Douglas Stuart o prémio "Booker"

Livro "Shuggie Bain" vale a Douglas Stuart o prémio "Booker"
Direitos de autor  David Parry/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Douglas Stuart é o Segundo autor escocês a vencer o prémio "Booker", um dos mais prestigiados na literatura internacional. O júri distinguiu-o pelo livro "Shuggie Bain".

Estou totalmente abismado. Não o esperava de todo. Em primeiro lugar, gostava de agradecer à minha mãe.

"Já deixei claro que a minha mãe está presente em cada página deste livro. Sem ela, eu não teria chegado aqui e o meu trabalho não estaria aqui.
Douglas Stuart
Vencedor do prémio "Booker" 2020

O livro é um retrato biográfico da cidade escocesa de Glasgow, onde Stuart cresceu, na dura era de Margareth Thatcher como primeira-ministra britânica.

"Shuggie Bain" relata a vida de um adolescente homossexual com uma mãe alcoólica e já foi descrito, nomeadamente pelo jornal norte-americano Washington Post como uma "obra prima".

Ainda antes do prémio ser atribuído, quando "Shuggie Bain" era ainda apenas um dos seis finalistas, Emily Wilson, membro do júri do prémio "Booker", descrevia Stuart como um escritor cativante.

Douglas Stuart consegue tratar as personagens com um impressionante nível de dignidade, humor e compaixão assim como com uma visão única e clara.

"Nós gostámos muito do caráter imersivo do livro e do retrato expressivo de um mundo social muito unido e das pessoas e valores que o compõem.
Emily Wilson
Membro do júri do prémio "Booker"

Atualmente a residir em Nova Iorque, nos Estados Unidos, Douglas Stuart fez parte de uma lista de seis escritores finalistas, que deu falar pela diversidade, com quatro mulheres e dois homossexuais, dois delas e um deles negros.

Ganhou o autor de "Shuggie Bain", um livro por enquanto ainda só disponível em Portugal no idioma original, inglês.