Última hora
This content is not available in your region

G20 quer vacina contra a covid-19 acessível para todos

euronews_icons_loading
G20 quer vacina contra a covid-19 acessível para todos
Direitos de autor  AP/MESHIREE
Tamanho do texto Aa Aa

O acesso universal às vacinas contra a covid-19 foi a bandeira da 15.ª cimeira do G20. Prevista para Riade, na Arábia Saudita, a conferência acabou por ser virtual, com os principais líderes mundiais a participarem à distância devido à pandemia em curso, e que naturalmente dominou as conversas.

Vladimir Putin deixou bem claro que a Rússia apoia o projeto que tem em vista assegurar vacinas seguras e eficazes para todos e sublinhou que estes medicamentos devem pertencer a toda a Humanidade, manifestando disponibilidade para apoiar os países necessitados com vacinas desenvolvidas pelos cientistas russos.

O discurso foi reiterado pelos participantes mas Emmanuel Macron e Angela Merkel lembraram que os fundos angariados até ao momento não são suficientes para que o objetivo possa ser atingido.

Para Giuseppe Conte são ainda precisos "investimentos direcionados para os fragilizados sistemas de saúde e apoios à resiliência social e ambiental, evitando novas perturbações na economia". O primeiro-ministro italiano admite que se trata de uma "tarefa gigantesca" mas assegura que o seu país está "preparado para desempenhar o seu papel".

À imagem da conferência, também a tradicional foto de família foi virtual. Tão virtual quanto a presença de Donald Trump. De acordo com a comunicação social norte-americana, depois de participar na abertura da cimeira, o presidente dos Estados Unidos abandonou a discussão para ir jogar golfe.