Última hora
This content is not available in your region

Casamento de sete mil pessoas resulta em multa para sinagoga de Brooklyn

euronews_icons_loading
Casamento de sete mil pessoas resulta em multa para sinagoga de Brooklyn
Direitos de autor  AP
Tamanho do texto Aa Aa

O município de Nova Iorque aplicou uma multa de 15 mil dólares a uma sinagoga da comunidade hassídica em Brooklyn devido à violação das medidas de restrição em vigor para travar a progressão da covid-19.

A multa surge na sequência de uma reportagem do New York Post, jornal local que revelou que a sinagoga tinha celebrado um casamento clandestino para o neto de um dos líderes da comunidade ortodoxa. As imagens mostram o edifício, com capacidade para sete mil pessoas, completamente cheio, sem que ninguém use máscara ou respeite o distanciamento social.

Para Bill de Blasio, presidente da autarquia nova-iorquina, tratou-se de um comportamento "incrivelmente irresponsável e inaceitável". Além da multa imediata, o autarca sublinhou que poderiam existir ainda outras consequências para o local de culto.

Nova Iorque é o estado norte-americano que mais tem sofrido com a covid-19, tendo já registado mais de 34 mil mortes associadas à doença.