Última hora
This content is not available in your region

Economia europeia já começou a recuperar

euronews_icons_loading
Roma, Itália
Roma, Itália   -   Direitos de autor  Andrew Medichini/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Depois de uma queda recorde, uma subida na mesma escala. As economias da Zona Euro e da União Europeia registaram este verão as maiores subidas em cadeia.Depois de dois trimestres em contração, o PIB aumentou 12,5 por cento no espaço da moeda única e de 11,5 por cento no universo dos 27.

Em comparação com o mesmo período do ano passado a avaliação é menos optimista. O desempenho continua negativo .

Euronews
Comparação do crescimento do PIB - variação trimestral e homólogaEuronews

Há de qualquer forma uma recuperação parcial, porque na comparação homóloga do trimestre anterior as enconomias afundavam cerca de 14%.

Entre julho e setembro, o PIB português cresceu acima dos 13 % na variação trimestral e recuou 5,7% face ao ano passado. Ambos os indicadores acima da média europeia.

França, Espanha e Itália registaram as maiores recuperações. Foram também os três países ses que mais afundaram no início da crise pandémica.

Euronews
As três economias com melhor desempenho de acordo com o EurostatEuronews

No fundo da tabela estão a Grécia, a Estónia e a Finlândia.

Nos números do Eurostat desta terça-.feira, mais um indicador positivo: O número de pessoas empregadas cresceu. É o maior aumento num trimestre. Ainda não compensa o desemprego provocado pela Covid-19, mas os especialistas consideram que alimenta a esperança de uma recuperação rápida depois da pandemia.

Portugal registou, no terceiro trimestre, uma subida acima da média: ho verão deu emprego a mais 1,2% de pessoas. Comparado com mesmo período de 2019, há mais 2,6 por cento de desempregados.