Última hora
This content is not available in your region

"Transição climática é motor da recuperação na UE"

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva
euronews_icons_loading
Primeiro-ministro de Portugal à saída da cimeira da União Europeia em Bruxelas
Primeiro-ministro de Portugal à saída da cimeira da União Europeia em Bruxelas   -   Direitos de autor  Francisco Seco/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, mostrou-se muito satisfeito com o desbloqueio do orçamento da União Europeia obtido na cimeira de Bruxelas, quinta-feira, e disse que vai começar a trabalhar na sua implementação a partir de 1 de janeiro de 2021, início da presidência portuguesa da União Europeia.

"É fundamental para a Europa ter uma resposta robusta para a crise económica e social que estamos a viver. Ninguém compreenderia hoje na Europa que, perante o crescimento do desemprego, das ameaças ao futuro das empresas, a Europa hesitasse em disponibilizar este programa de recuperação e resiliência", disse numa conferência de imprensa, sexta-feira, em Bruxelas.

Com Portugal a assumir a presidência rotativa da União Europeia, cabe ao governo ajudar a operacionalizar com o Parlamento Europeu a aprovação dos regulamentos.

Por outro lado, começará o trabalho em parceria com a Comissão Europeia com vista a aprovar os planos nacionais de resiliência de cada um dos Estados-membros, tendo Portugal já entregado uma versão provisória em outubro passado.

António Costa realçou, ainda, o acordo obtido na política de combate as alterações climáticas: "É muito bom que possamos celebrar o quinto aniversário do Acordo de Paris com a União Europeia, no conjunto dos seus 27 Estados-membros, a assumirem este compromisso de reduzir em 55% as emissões poluentes até 2030".

"O combate às alterações climáticas é um dos importantes motores para a recuperação económica. Não é um constrangimento, é uma oportunidade para a qual nos temos de mobilizar. É um dos motores, a par da transição digital, sobre o qual deve assentar a recuperação económica da Europa", acrescentou.

Sobre a campanha de vacinação contra a Covid-19, o primeiro-ministro recordou que existe o compromisso da Comissão Europeia de enviar os lotes para todos os países ao mesmo tempo.

António Costa disse que gostaria que o processo de vacinação "começasse na primeira semana de janeiro", em Portugal e nos restantes 26 países.