Última hora
This content is not available in your region

Europa com confinamentos e restrições

euronews_icons_loading
Hospital USA
Hospital USA   -   Direitos de autor  Dave Weaver/AP2008
Tamanho do texto Aa Aa

A Europa endurece medidas restritivas contra a Covid-19.

Os Países Baixos entram em confinamento até ao dia 19 de janeiro, para combater a propagação das infeções pelo novo coronavírus no país.

Num comunicado à nação, o primeiro-ministro, Mark Rutte, anunciou que creches, escolas e todos os serviços considerados não essenciais vão permanecer encerrados nas próximas cinco semanas.

Espera-se que Itália, que passou esta segunda-feira a barreira das 65 mil mortes por Covid-19, anuncie, em breve, restrições mais severas para combater a doença. De acordo com os "media" italianos, o Governo irá colocar todo o país na "zona encarnada" e em confinamento desde o dia 24 de dezembro até ao dia dois de janeiro.

Também o Reino Unido anunciou medidas para combater a pandemia. O ministro britânico da saúde, Matt Hancok, revelou que Londres e partes de Essex e Hertfordshire vão passar para o nível três de restrições, o mais elevado.

Matt Hacock anunciou, ainda, que o Governo identificou "uma nova variante deste vírus, que pode estar associada à propagação mais rápida em algumas áreas" e que está a tomar medidas de prevenção para combatê-la. O governante afirmou que a vacina está a ser enviada para Inglaterra e também para a Escócia, garantindo que "a ajuda está a caminho".

A Finlândia e a Noruega ofereceram ajuda médica à Suécia para combater a segunda vaga da pandemia. O país, que adotou uma estratégia com medidas menos restritivas contra doença, vê o aumento do número de infeções a aumentar. Os cuidados intensivos na região da capital, Estocolmo, estão já a 99% da sua capacidade.

Em França, centenas de pessoas manifestaram-se em Paris contra o encerramento de restaurantes e hotéis até, pelo menos, 20 de janeiro.

A partir desta terça-feira, o confinamento imposto pelo Governo de Emmanuel Macron no dia 30 de outubro será substituído pelo recolher obrigatório entre as 20 horas e as 06 horas da manhã do dia seguinte.