EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Von der Leyen e Johnson pessimistas

Encontro entre Boris Johnson e Ursula Von der Leyen a 9 de dezembro em Bruxelas
Encontro entre Boris Johnson e Ursula Von der Leyen a 9 de dezembro em Bruxelas Direitos de autor Olivier Hoslet/AP
Direitos de autor Olivier Hoslet/AP
De  Rodrigo Barbosa com AFP / EFE
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente da Comissão Europeia diz que persistem "grandes divergências" nas negociações de um acordo comercial pós-Brexit. Primeiro-ministro britânico afirma que falhanço é o cenário "mais provável"

PUBLICIDADE

Ultrapassar as divergências entre Londres e Bruxelas será "bastante difícil": as palavras são da própria presidente da Comissão Europeia, depois de um telefonema com Boris Johnson para fazer o ponto da situação sobre as negociações.

Ursula Von der Leyen saudou "importantes progressos sobre vários temas", mas sublinhou que "persistem grandes divergências, em particular no que diz respeito à pesca".

As negociações continuam esta sexta-feira mas, em comunicado, o primeiro-ministro britânico afirmou que é "bastante provável" que falhem "sem uma mudança significativa da posição da União Europeia".

O ministro de Estado Michael Gove também se mostra pessimista, afirmando que "infelizmente a hipótese mais provável é que não se obtenha um acordo", considerando que há "menos de 50 por cento" de hipóteses.

O Parlamento Europeu já advertiu que só poderá ratificar um acordo a tempo se for obtido até à meia-noite de domingo.

Enquanto se esgota o prazo a grande velocidade, dos dois lados da Mancha avançam os preparativos, cada vez mais resignados à pior probabilidade.

Poucos partilham o otimismo do chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, que dizia ontem numa entrevista acreditar na possibilidade de um acordo "nas próximas horas".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

William apareceu sem Kate na "Garden Party" de verão do Palácio de Buckingham

Chanceler austríaco saúda Sunak pelo plano de deportação para o Ruanda

Jovem de 13 anos morre após ataque com espada em Londres