Trump quebra silêncio em relação ao ciberataque

Access to the comments Comentários
De  euronews
Trump quebra silêncio em relação ao ciberataque
Direitos de autor  AP Photo

Depois do ciberataque nas altas esferas do poder em Washington o presidente dos Estados Unidos quebra o silêncio. Donald Trump contradiz o seu secretário de Estado e outros altos funcionários sugerindo, sem provas, que a China, e não a Rússia, pode estar envolvida da operação de pirataria informática contra os Estados Unidos.

Numa altura em que as acusações são dirigidas ao Kremlin, Trump tentou minimizar o impacto do acontecimento e aproveitou a polémica para ligar o ataque à ao que apelida de "fraude eleitoral" nas últimas eleições presidenciais de 3 de novembro.

Apesar da controvérsia, Joe Biden forma governo e prepara-se para assumir a cadeira da Casa Branca. O presidente eleito nomeou Antony Blinken, como chefe da diplomacia norte-americana e Alejandro Mayorkas, para o Departamento de Segurança Interna. Nomes pouco conhecidos mas com vasta experiência. Jake Sullivan será o Conselheiro de Segurança Nacional e Avril Haines foi nomeada como diretora dos serviços secretos.