Última hora
This content is not available in your region

Lufthansa transporta alimentos frescos para o Reino Unido

euronews_icons_loading
Lufthansa transporta alimentos frescos para o Reino Unido
Direitos de autor  cleared
Tamanho do texto Aa Aa

A Lufthansa deitou por terra os receios de escassez de alimentos nas prateleiras dos supermercados no Reino Unido em plena contagem decrescente para as comemorações de Natal.

A companhia aérea alemã transportou 80 toneladas de frutas e legumes, trazendo em simultâneo uma mensagem de alívio no rescaldo da decisão, entretanto revertida, de França em encerrar a fronteira comum com o Reino Unido para evitar a propagação de uma nova variante de coronavírus.

O Reino Unido importa quase metade dos legumes frescos e a maioria das frutas da União Europeia, estando fortemente dependente dos fornecedores do velho continente.

Durante os meses de verão, é possível cultivar alfaces, morangos ou framboesas em solo britânico, mas quando o frio aperta, o Reino Unido é obrigado a recorrer às importações da União Europeia.

Em janeiro, por exemplo, importou-se 90% das alfaces necessárias da União Europeia. Em junho, o Reino Unido produziu 95% das próprias alfaces.

De acordo com a Federação britânica de Alimentação e Bebidas, quando chega o inverno metade dos alimentos do Reino Unido são importados.

A agravar o cenário, desta vez, estão as restrições europeias por causa da Covid-19, dias antes do fim do período de transição para o "Brexit", a 31 de dezembro, quando terminam os acordos de livre comércio.