This content is not available in your region

Tribunal de Justiça da UE usou o gaélico

Access to the comments Comentários
De  Isabel Marques da Silva  & Méabh McMahon
euronews_icons_loading
Tribunal de Justiça da UE usou o gaélico
Direitos de autor  Julien Warnand/MTI/MTVA

O Tribunal de Justiça da União Europeia deu uma grande alegria aos defensores de maior uso do gaélico irlandês, idioma oficial da Irlanda, a par do Inglês.

O tribunal sedeado no Luxemburgo utilizou, pela primeira vez, em audiências e procedimentos, aquela que é também uma das línguas oficiais da comunidade europeia por via deste Estado-membro.

O processo em causa prende-se com as línguas usadas na rotulagem em produtos veterinários, estando previsto que uma nova diretiva da União Europeia entre em vigor em 2022.

Para os linguistas irlandeses, a utilização do gaélico na audiência fortalece a posição da Irlanda na União Europeia após a saída do Reino Unido, que era o maior país de língua oficial inglesa.

"Ao ver que o gaélico foi finalmente usado no Tribunal de Justiça da União Europeia sentimos um enorme orgulho por termos crescido com essa língua. Finalmente vamos estar no grande palco institucional a debater as questões na nossa própria língua", disse Micheál Ó Conchúir, secretário-geral do Grupo da Aliança Europeia no Comité das Regiões Europeu.

O gaélico é uma língua da União Europeia, desde 2005, com um estatuto limitado, com poucos documentos a serem traduzidos. A 1 de janeiro de 2022 passará a ser língua de trabalho de pleno direito, criando novas oportunidades para tradutores e intérpretes.

Mas como só 100 mil dos 4,5 milhões de irlandeses a usam com proficiencia, o desafio será encontrar suficientes funcionários para as necessidades das instituições comunitárias.