Última hora
This content is not available in your region

Felix Gratersson "renasce" em Lyon após transplante inédito

euronews_icons_loading
Felix Gratersson "renasce" em Lyon após transplante inédito
Direitos de autor  Felix Gretarsson
Tamanho do texto Aa Aa

Gudmundur Felix Gretarsson é um homem novo. Literalmente. A 14 de janeiro, tornou-se na primeira pessoa a receber um transplante completo de braços e ombros.

O islandês de 48 anos perdeu os dois braços num acidente de trabalho sofrido a 12 de janeiro de 1998, quando trabalhava como eletricista, nos arredores de Reiquiavique.

Um choque elétrico de alta voltagem custou-lhe a amputação dos dois braços logo abaixo dos ombros. Viveu 23 anos assim. Não desistiu. Adaptou-se.

Em 2013, mudou-se para Lyon, no centro de França, onde agora parece ter voltado a nascer para uma vida normal depois de ter sido descoberto um dador de ambos os membros.

O transplante durou 14 horas. Envolveu duas equipas de cirurgia. Uma para retirar os dois membros do dador. Outra para os replantar no recetor. A operação decorreu no Hospital Edouard Herriot e envolveu cerca de meia centena de médicos.

Pouco mais de uma semana após a operação, a equipa médica falou pela primeira vez deste transplante inédito no mundo, mas mantém a moderação e recusa falar já de um sucesso porque ainda há ainda uma longa recuperação pela frente.

Vamos mante-lo sob observação porque o pós-operatório está ainda muito fresco e há problemas que ainda podem surgir.

"Em termos de reabilitação, ele vai ser acompanhado de forma muito intensiva.

"Serão seis horas de reeducação por dia. Primeiro em mobilização passiva, depois em mobilização ativa. A reeducação vai demorar dois ou três anos.
Lionel Badet
Médico de cirurgia geral e diretor de Urologia

O próprio Felix Gretarsson não quis deixar passar a oportunidade deixou-lhes uma mensagem aos médicos através de um vídeo gravado na cama do hospital: "O meu muito obrigado a toda a equipa que tornou esta operação possível".

A mulher de Felix Gretarsson esteve com ele na sexta-feira de manhã e revelou já haver sensibilidade nas mãos do marido.

Sylwia Gretarsson diz que "tudo mudou" depois de ter voltado a ver "luz no olhar" de Felix "e muita esperança". "Estou extremamente feliz por ele. Vou fazer tudo o que puder para o acompanhar (na recuperação)", afirmou a esposa, em declarações à Euronews.

We are loving this one!!!!

Posted by Felix Gretarsson - Coaching on Saturday, January 23, 2021

Felix Gretarsson tem ainda muito trabalho pela frente e muitos obstáculos a vencer. O islandês está nas redes sociais e promete ir relatando o progresso da recuperação com a mesma boa disposição com que tentou conviver com a falta dos braços.

Para informações atualizadas com maior regularidade, siga Felix Gretarsson pelo Facebook ou pela página oficial do islandês na Internet.

Outras fontes • Rúv