Última hora
This content is not available in your region

Von der Leyen faz apelo aos Estados-membros

De  euronews
euronews_icons_loading
Von der Leyen faz apelo aos Estados-membros
Direitos de autor  Euronews
Tamanho do texto Aa Aa

A Presidente da Comissão Europeia considera que todos os Estados-membros devem ter recursos para tirar as populações da crise causada pela Covid-19, mas, defende, para isso é preciso que os parlamentos nacionais autorizem Bruxelas a ir aos mercados emitir dívida comum.

"Sete países europeus, incluindo Portugal, já ratificaram a decisão dos recursos próprios. É assim que vamos financiar o pacote de recuperação a e encorajo todos a fazer o mesmo, com caráter de urgência, já que só com uma decisão dos recursos próprios ratificada é que poderemos colocar combustível na recuperação", afirmou Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, na Semana Parlamentar Europeia.

Von der Leyen defendeu uma Europa mais verde. E a diretora-geral do FMI, Kristalina Georgieva, apresentou números que sustentam a aposta: "Realizámos algumas análises que mostraram que um investimento coordenado em infraestrutura verde é realmente uma necessidade. Pode aumentar o PIB num período de 15 anos em cerca de 0,7% por ano, criando milhões de novos empregos."

Na conferência participou também o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, que alertou para o impacto que um plano de vacinação não global pode ter no plano de recuperação. "O apoio a um plano global de vacinação contra a Covid-19 também é uma parte crucial da solução. Vamos ser claros: é inaceitável que apenas 10 países representem 75% de todas as vacinações até ao momento. Não é apenas injusto, é perigoso", sublinhou.

Num artigo de opinião num jornal britânico, Guterres já tinha levantado a questão, lembrando que 130 países ainda não receberam uma única dose.