Orbán vacinado com Sinopharm

Viktor Orbán anunciou nas redes sociais: "estou vacinado!"
Viktor Orbán anunciou nas redes sociais: "estou vacinado!" Direitos de autor Página oficial de Viktor Orbán no Facebook via AP
Direitos de autor Página oficial de Viktor Orbán no Facebook via AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro húngaro recebeu uma vacina chinesa que ainda não foi autorizada pela União Europeia. "Estou bem. Não tenham medo", afirmou no final

PUBLICIDADE

A principal vacina desenvolvida nos laboratórios chineses ainda não foi aprovada pela Autoridade Europeia do Medicamento, mas na Hungria já começou a ser distribuída. Para manifestar confiança na Sinopharm, o primeiro-ministro Viktor Orbán fez-se vacinar com a substância à frente das câmaras.

Explicou depois numa mensagem gravada na residência oficial que foi decidido que os líderes da equipa de coordenação da resposta à Covid "deveriam ser vacinados". "Também chegou a minha vez. Tenho estado aqui no mosteiro e estou a trabalhar. Como vêem, não tenho problemas. Não tenham medo. A terceira vaga vai chegar e será mais forte do que as anteriores," declarou Orbán.

A Hungria é, até agora, o único país da União Europeia que adquiriu vacinas não validadas por Bruxelas, como o Sinopharm e a Sputnik V.

Os cidadãos húngaros podem recusar a vacina oferecida, mas ficam em lista de espera até que a substância que preferem esteja disponível.

De acordo com um inquérito realizado no final de janeiro, dos húngaros que dizem querer ser vacinados, 91% têm preferência pela Pfizer/BioNTech; 77% aceitam ser vacinados com a substância da Moderna, 35% com a Sputnik V e 27% com a Sinopharm.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

População da China diminui pelo segundo ano consecutivo

Rishi Sunak pede desculpa aos familiares das vítimas da Covid-19

Rei da Suécia entrega os Prémios Nobel de 2023