Última hora
This content is not available in your region

Benidorm aposta no turismo sénior devido à Covid-19

Access to the comments Comentários
De  Francisco Marques  & Jaime Velasquéz
euronews_icons_loading
Benidorm aposta no turismo sénior devido à Covid-19
Direitos de autor  Alvaro Barrientos/Copyright 2019 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Benidorm é um dos mais famosos destinos de férias em Espanha, mas com a Covid-19 todo o setor turístico da cidade foi abalado. No entanto, há agentes turísticos locais já a tentar adaptar as ofertas aos quase certos turistas disponíveis, os mais velhos.

O hotel Poseidon Resort é um dos poucos que se mantém aberto em Benidorm, apesar das restrições às viagens em vigor na comunidade valenciana. O diretor de marketing do hotel mostra estar atento ao desenrolar do plano de imunização em curso e adaptar-lhe as ofertas de verão.

"O turismo sénior é o primeiro que vai viajar. Antes de mais, porque os mais velhos sofrem de uma maior necessidade de viajar e de desfrutar dos seus dias. É também o primeiro grupo a estar vacinado", salienta John Galiana, do Hotel Poseidon Resorts.

O estabelecimento hoteleiro de Benidorm costuma reservar o verão para o turismo em família, mas o contexto epidemiológico em curso e a incerteza da vacinação obrigam a ajustes.

"Antes tínhamos as campanhas dirigidas sobretudo às famílias. Isto mudou. Em primeiro lugar, temos uma tarifa especial para o turismo sénior, com as bebidas incluídas, pensão completa, com distância mínima... Eram tarifas em vigor na temporada de inverno, mas agora já as ativámos para todo o ano", revela o diretor de Marketing do Poseidon.

Junto à praia de Benidorm, mesmo as manhãs já com sabor a verão têm sido tranquilas. A zona mantém-se aberta e apenas é obrigatório atualmente usar máscara e respeitar as distâncias.

Bares e cafés podem funcionar, com algumas limitações devido ao SARS-CoV-2, mas alguns aproveitam este período mais calmo para remodelações a pensar num verão mais próximo da normalidade.

O chamado 'bairro britânico' está no entanto totalmente fechado. "Esta é uma área de Benidorm famosa pela vida noturna e uma das preferidas das centenas de jovens que todos os anos vêm desfrutar da praia entre uns golos de cerveja. Este verão, no entanto, os visitantes devem ser um pouco mais maduros", perspetiva Jaime Velázquez, o enviado especial da Euronews.

O Reino Unido, para já, decidiu colocar um travão nas viagens não essenciais para o estrangeiro durante a Semana Santa, uma época de férias habitualmente usada pelos britânicos para rumar a Espanha, Grécia ou Portugal. Mas Benidorm espera ainda poder vir a receber turistas britânicos durante a Primavera.

Com o plano de vacinação europeu a desenrolar-se de forma aparentemente lenta, os empresários turísticos começam a conformar-se com a ideia de que este ano não haverá jovens turistas a animar Benidorm, mas eles esperam beneficiar da experiência com o mercado do turismo sénior para ganhar vantagem à concorrência na hora do planeamento das férias.

"As pessoas mais velhas querem toque, querem multidões. Não querem ir a uma praia idílica para ver caranguejos. Não. O que querem é ver gente e num ambiente urbano. Benidorm é uma cidade com praia. Temos 20 cinemas, centro comercial, um shopping", enumera Toni Mayor, o presidente da Associação Empresarial Hoteleira de Benidorm, Costa Branca e Comunidade Valenciana (HOSBEC).

Apesar dos percalços, a Comissão Europeia mostra-se confiante de conseguir vacinar 70% da população até ao final de julho, mas para já, na incerteza, Benidorm foca-se nos seniores. Um dos grupos que mais sofre com a Covid-19 e que os agentes turísticos acreditam querer agora recuperar o tempo de férias perdido para a pandemia.