Polícia desmantela acampamento em Paris

Polícia desmantela acampamento em Paris
Direitos de autor Rafael Yaghobzadeh/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Teresa Bizarro com AFP
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Milhares de pessoas exigiram melhores condições para migrantes e refugiados em França

PUBLICIDADE

Milhares de pessoas montaram acampamento na Praça da República, em Paris. Uma ocupação com o objetivo de alertar para a falta de condições de alojamento dos migrantes, refugiados e requerentes de asilo, especialmente vulneráveis durante a pandemia.

A manifestação contou com o aopoio de várias organizações não governamentais e de muitos parisienses.

"O que pedimos mais uma vez é que as pessoas sejam colocadas num lugar seguro. Todas estas pessoas têm o direito a alojamento de acordo com a lei. Pedimos que a legislação seja respeitada e que estas pessoas tenham um lugar para ficar," explica Nikolai Posner, da Utopia 56, uma organização não governamental.

Mamoutou Ouattara, costa-marfinense de 32 anos, esteve na praça com a mulher e a filha. Explica que esteve numa casa abandonada, mas que as condições não permitiam sequer que a filha pudesse ir à escola. "Preciso de alojamento estável para que ela vá à escola," desabafa.

Este foi o segundo protesto do género em Paris. Em novembro, um acampamento foi desmantelado de forma violenta pela polícia, numa operação que gerou uma onda de críticas em França. Desta vez, o processo de retirada de migrantes foi feito de forma ordeira, com o apoio até de voluntários de organizações de solidariedade. As autoridades transportaram os migrantes para alojamentos de emergência espalhados pela capital mas não deixaram de condenar a manifestação por romper com todas as regras de contenção da pandemia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Terceiro dia de greve na Torre Eiffel

Medalhas dos Jogos Olímpicos de Paris têm pedaços da Torre Eiffel

Autoridades francesas investigam salário do presidente do comité dos Jogos Olímpicos de Paris