This content is not available in your region

Autoridades desencalham cargueiro "Ever Given" e apuram responsabilidades

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Autoridades desencalham cargueiro "Ever Given" e apuram responsabilidades
Direitos de autor  AHMAD HASSAN/AFP or licensors

Depois de um bloqueio de seis dias e de um custo financeiro milionário começam as investigações para perceber porque é que o cargueiro "Ever Given" ficou preso no Canal de Suez. A gestão do canal rejeita culpas, falando em falhas humanas e técnicas após o incidente e garantindo que o canal tem capacidade para este tipo de navios gigantes de nova geração.

Depois de bloquear uma das rotas marítimas mais movimentadas do mundo durante quase uma semana, o porta contentores encalhado seguiu rota novamente.

Os nossos recursos são suficientes para acomodar um grande número de embarcações, estamos a falar de quase 420 navios em espera. E de 113 embarcações que vão cruzar o canal deste as 6 da tarde de segunda-feira até às 8 da manhã, o atraso estará resolvido daqui a 3 ou 5 dias.
Almirante Osama Rabie
Chefe da Autoridade do Canal de Suez

Desencalhar o "Ever Given" foi um grande desafio. Depois de várias tentativas falhadas, os meios no local, com a ajuda da maré alta, conseguiram finalmente movê-lo na segunda-feira.

Os especialistas concentram-se agora em evitar que a situação aconteça novamente. Adiantando que a aposta do setor nestes navios gigantes deve continuar, já que navios maiores representam menores custos de transporte. O bloqueio no Canal de Suez representa perdas que variam entre os 5 e os 8,5 milhões de euros por dia.