Última hora
This content is not available in your region

Países europeus apertam o cerco à importação de casos de Covid-19

euronews_icons_loading
Países europeus apertam o cerco à importação de casos de Covid-19
Direitos de autor  Bob Edme/2021 The Associated Press
Tamanho do texto Aa Aa

Contra a importação de casos de coronavírus de França, as autoridades espanholas apertaram o cerco a quem tenta atravessar a fronteira.

Quem quiser entrar em Espanha por via terrestre tem de apresentar um teste PCR negativo realizado nas 72 horas anteriores.

Exceção feita para os trabalhadores fronteiriços, motoristas de camiões ou residentes até 30 quilómetros da fronteira.

A ameaça de uma nova vaga que paira sobre a Europa também levou a Alemanha a impor novos controlos na fronteira com a Chéquia. No caso da Áustria, Berlim terminou com as restrições às viagens.

"Na Chéquia, a área infetada já não é uma região onde o vírus está em mutação, mas a situação geral ainda não é estável. A carga infecciosa, em particular em países próximos à infeção em território alemão continua a ser demasiado alta. Por essa razão, estenderei durante mais 14 dias os controlos fronteiriços entre a Chéquia e a Saxónia e entre a Chéquia e a Baviera", sublinhou, em conferência de imprensa, o ministro do Interior da Alemanha, Horst Seehofer.

Em Itália, todos os passageiros que chegarem, oriundos de Estados-membros da União Europeia, estarão obrigados a fazer uma quarentena de cinco dias.

Antes de rumarem ao país estão obrigados a fazer um teste que deverá ser repetido após o período da quarentena.

Desconhece-se, pelo menos, para já, a data de entrada em vigor da medida, em plena contagem decrescente para as celebrações da Páscoa.