Última hora
This content is not available in your region

Europa fecha as portas na Páscoa

euronews_icons_loading
Europa fecha as portas na Páscoa
Direitos de autor  Gregorio Borgia/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

Nos feriados da Páscoa, Itália vai ficar fechada e com uma "zona vermelha" em todo o território. Só é permitido sair de casa por motivos de trabalho ou em casos de emergência. A situação deve manter-se durante o mês de abril por causa do aumento de casos de Covid-19 no país.

As estações ferroviárias e aeroportos estão praticamente vazios. Embora seja permitido viajar para o estrangeiro, o governo decretou a obrigação de uma quarentena de cinco dias e um novo teste ao coronavírus para aqueles que regressam até 6 de abril de países da União Europeia. Por isso, muitos preferiram desistir de passar férias fora de Itália.

Alemanha

Na Alemanha, o presidente pede “união” e diz que o país está a sofrer uma "crise de confiança". Nas últimas semanas aumentaram os casos de Covid-19 e a desconfiança em relação à resposta do governo de Berlim.

Num discurso transmitido na televisão, Frank-Walter Steinmeier admitiu que "houve erros" relativamente a testes e vacinações". Sublinhou que a confiança numa democracia assenta num entendimento muito frágil entre os cidadãos e o Estado. “Eu sei que vocês, cidadãos, estão a fazer a vossa parte nesta crise histórica". Fizeram muito e passaram muito'', disse o presidente.

França

Em França, aproveitam-se os últimos dias de praia. Este sábado, começam as novas restrições de viagens para tentar travar o aumento de casos e de mortes no país. A partir de 19h, a vigilância reforçada já imposta a 19 departamentos será alargada a toda a metrópole durante quatro semanas: as empresas consideradas não essenciais vão ter de fechar, as deslocações serão limitadas a 10 km e, pela primeira vez desde o confinamento da primavera de 2020, os infantários e escolas ficam fechados.