Última hora
This content is not available in your region

Governos querem apressar "Passaporte Vacinal"

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Governos querem apressar "Passaporte Vacinal"
Direitos de autor  Luca Bruno/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro italiano Mario Draghi defende o passaporte sanitário para as pessoas vacinadas, para que no verão o tráfego de turistas possa voltar a níveis próximos dos normais. Para ele, é essencial que a Itália possa receber visitantes este verão, sem grandes entraves. Mesmo se há já muitas reservas, feitas sobretudo por italianos.

"Ainda não temos os turistas estrangeiros, o que afeta sobretudo as cidades artísticas. Devemos fazer como fizeram outros países, dizer que estamos prontos para receber todos os turistas portadores de um passaporte vacinal. Os turistas americanos vão tê-lo e os turistas de outros países da União Europeia também. Temos de agir rapidamente, é no nosso interesse ter também esse passaporte vacinal", disse o chefe do governo de Roma.

O Comité Europeu para o Turismo diz também que restabelecer os fluxos turísticos dentro da União Europeia deve ser uma prioridade estratégica,

No Reino Unido, onde o processo de vacinação avança a um bom ritmo e os níveis de contaminação pelo vírus desceram bastantes, os cidadãos podem já começar a planear as férias de verão noutros países. A Grã-Bretanha tem um sistema de três cores para classificar os destinos e os testes de despistagem do Sars Cov-2 são obrigatórios à saída e à chegada. O ministro dos transportes, Grant Shapps, apelou a uma descida no preço destes testes, para que o turismo possa voltar a níveis normais.