Papa solidário com o Brasil

Papa Francisco
Papa Francisco Direitos de autor Alessandra Tarantino/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
De  Ricardo Figueira
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Francisco alerta para o combate "não só contra o coronavírus, mas contra o vírus da indiferença, gerador de injustiça social".

PUBLICIDADE

A taxa de incidência da Covid-19 no Brasil está ao nível mais alto de sempre. O país registou mais 3774 mortes em 24 horas e é, de longe, o país com mais mortes diárias, uma tendência que durou todo o mês de março e continua em abril.

A situação é particularmente grave no Estado de São Paulo, o mais rico e populoso do país. Além do elevado número de doentes e mortes, o Estado vive uma escassez de medicamentos para intubação. Num tweet, o governador João Doria queixa-se da falta de resposta, por parte do Governo Federal, aos pedidos que já foram feitos. Acusa Brasília de desprezo para com a população.

Nos cemitérios, o trabalho é tanto que os funerais têm, por vezes, de ser feitos à noite. O Papa Francisco mandou uma mensagem de solidariedade aos brasileiros: "Quero expressar a minha proximidade às centenas de milhares de famílias que choram a perda de um ente querido. Jovens e velhos, pais e mães, médicos e voluntários, sacerdotes, ricos e pobres: a pandemia não excluiu ninguém no seu rasto de sofrimento. A nível do governo e das instituições, temos de trabalhar juntos para superar não só o coronavírus, mas também outro vírus, que há muito infeta a humanidade: o vírus da indiferença, que nasce do egoísmo e gera injustiça social”.

Temos de trabalhar juntos para superar não só o coronavírus, mas também outro vírus, que há muito infeta a humanidade: o vírus da indiferença, que nasce do egoísmo e gera injustiça social.
Papa Francisco

No Rio de Janeiro, o Prefeito Eduardo Paes anunciou que está infetado pela segunda vez com o Sars-Cov2. Num vídeo publicado no twitter, diz que tem sintomas ligeiros e voltou a acusar positivo, cerca de um ano depois da primeira infeção.

O país está também a precisar de mais vacinas. O embaixador do Brasil na União Europeia, Marcos Galvão, pediu no Parlamento Europeu que sejam enviadas mais doses, principalmente as fornecidas pela iniciativa internacional Covax.

Editor de vídeo • Ricardo Figueira

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

"Bloco da latinha": este desfile de Carnaval ouve-se muito antes de se ver

Escolas de samba já desfilam no Brasil

Desastre ambiental no sul do Brasil