Última hora
This content is not available in your region

Eurodeputado Ioannis Lagos detido em Bruxelas

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira com AFP, AP
euronews_icons_loading
Eurodeputado Ioannis Lagos detido em Bruxelas
Direitos de autor  Petros Giannakouris/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento europeu levantou a imunidade a Ioannis Lagos, antigo membro do partido neonazi grego Aurora Dourada e o eurodeputado já foi detido pela polícia belga. Uma informação avançada pelo próprio através das redes sociais.

A questão da imunidade foi debatida e votada a pedido das autoridades gregas. Uma larga maioria mostrou-se a favor, 658 deputados, 25 contra e 10 abstiveram-se.

O eurodeputado grego foi condenado, no seu país, a 13 anos e oito meses de prisão por "liderar uma organização criminosa". Fonte policial, citada pela Agência de notícias France Press, dizia que sobre ele recaía um mandado de prisão internacional que não podia ser executado já que ele gozava de imunidade parlamentar. Lagos eleito, em julho de 2019, para o Parlamento Europeu pelo Aurora Dourada, formação que abandonou tornando-se independente.

Ioannis Lagos foi um dos dirigentes da formação e chegou a estar detido, ele e os restantes membros da direção, acusados do assassinato de um ativista, Pavlos Fyssas, em setembro de 2013.

Tinha saído em liberdade condicional, 18 meses depois, enquanto aguardava o fim do julgamento que durou cinco anos e meio. Fugiu após no dia da leitura da sentença para Bruxelas.

O líder do Aurora Dourada, Nikos Michaloliakos e a maioria dos condenados estão presos. O número dois da formação, Christos Pappas, está furagido.