Última hora
This content is not available in your region

Funcionários compram e salvam a "sua" empresa

Access to the comments Comentários
De  Luca Palamara
euronews_icons_loading
Funcionários compram e salvam a "sua" empresa
Direitos de autor  euronews / Luca Palamara
Tamanho do texto Aa Aa

A fábrica "Ceramiche Noi", situada na região da Umbria, no centro de Itália, produz cerâmica decorativa há 60 anos.

Em 2019, os proprietários decidiram transferir a produção para o estrangeiro para encontrar mão-de-obra mais barata. Depois de um período inicial de angústia e incerteza, os onze funcionários da fábrica encontraram uma forma de continuar a trabalhar. Com o dinheiro das indemnizações e um investimento de 180 mil euros, compraram a maquinaria utilizada pelos antigos proprietários e alugaram um barracão. E decidiram unir-se numa cooperativa.

"Ceramica Noi"
"Ceramica Noi""Ceramica Noi"

O presidente da cooperativa, conta que não consegui dormir durante 3 meses e que todo o grupo estava preocupado. “Tornamo-nos empresários, o que era agradável de ouvir, mas não sabíamos o que íamos enfrentar, nem quais eram os riscos e os compromissos", explica Marco Brozzi.

O empenho dos novos empresários garantiu os antigos clientes dos Estados Unidos e novos clientes na Europa. O trabalho foi árduo. Foi preciso pôr a fábrica a funcionar novamente e o mais rapidamente possível, sem interromper a produção.

O gestor de vendas da "Ceramica Noi" sublinha que criar uma empresa e a sua estrutura de raiz não é fácil. “Olhámos nos olhos uns dos outros e apercebemo-nos do que éramos na realidade uma grande família e as coisas foram surgindo”, conta Lorenzo Giornelli

O negócio corre bem e a empresa está a avançar. E os novos compromissos forçaram a "Ceramica Noi" a contratar mais 6 trabalhadores.