Israel ataca Faixa de Gaza e evacua Muro das Lamentações

Israel ataca Faixa de Gaza e evacua Muro das Lamentações
Direitos de autor Mustafa Hassona/Anadolu Ajansı
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Entre os palestinianos há já vários mortos, incluindo crianças, e centenas de feridos resultantes dos confrontos. Resposta das forças israelitas veio no seguimento de foguetes disparados contra Israel.

PUBLICIDADE

Pelo menos vinte pessoas, entre as quais nove crianças, morreram, esta segunda-feira, na Faixa de Gaza, na sequência de ataques israelitas.

Momentos antes, o movimento islâmico Hamas ameaçava Israel com uma nova escalada de violência se as forças militares do país não abandonassem a Esplanada das Mesquitas e o bairro de Seikh Jarrah, em Jerusalém Oriental.

Após foguetes terem sido disparados do enclave, Israel deu início à operação e mandou evacuar o Muro das Lamentações, local de culto onde se encontravam centenas de judeus.

A União Europeia manifestou já preocupação com a atual situação pela voz do seu chefe diplomático. 

Josep Borrell disse que "a situação relativa aos despejos de famílias palestinianas no Sheikh Jarrah e noutras áreas de Jerusalém Oriental é motivo de grande preocupação. Quero repetir o que já temos dito, que tais ações são ilegais à luz do direito humanitário internacional e também alimentam tensões no terreno".

Ainda esta segunda-feira, fontes médicas locais deram conta de mais de 300 feridos entre os palestinianos, após confrontos com a polícia israelita no exterior de Al-Aqsa, a mesquita que, nos últimos dias, tem sido marcada por episódios de violência.

A tensão no local reacendeu depois de Israel anunciar novos despejos para alojar colonos judeus.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Comunidade internacional preocupada com conflito israelo-palestiniano

Presidente de Israel denuncia "pogrom". Hamas diz-se preparado para o conflito

Tranquilidade regressa à mesquita de Al-Aqsa