EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Pfizer e Astrazeneca eficazes contra variante indiana

Pfizer e Astrazeneca eficazes contra variante indiana
Direitos de autor /AFP
Direitos de autor /AFP
De  Nara Madeira com AFP, AP, EVN
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Reino Unido diz que vacinas da Pfizer e Astrazeneca são eficazes contra variante indiana. Variante britânica do vírus põe França e Alemanha em alerta.

PUBLICIDADE

Um estudo do serviço de Saúde Pública de Inglaterra dá como eficazes, no tratamento contra a variante indiana do novo coronavírus, as vacinas da Pfizer e AstraZeneca. A primeira a 88 por cento, a segunda 60. Mas dados recentes dão conta de que são, de facto, necessárias as duas doses. Por isso, o governo britânico insiste na vacinação.

Matt Hancock, o secretário britânico para a Saúde, explica que "estes novos dados demonstram que é após a segunda dose que a vacina é, efetivamente, tão poderosa como as contra a antiga variante". O que significa que é preciso dar a "segunda dose a toda a gente. Trata-se de um trabalho de equipa. Toda a nação faz parte desta equipa e podemos conseguir desde que todos nós tomemos a primeira vacina e depois a segunda da vacina", afirmava Hancock.

Na cidade francesa de Bordéus foi detetada uma mutação da variante britânica do vírus. Pelo menos 50 pessoas estão infetadas. Uma situação preocupante que levou as autoridades gaulesas a montarem uma operação de despistagem sem precedentes no país, a darem prioridade à vacinação nesta cidade e a manterem cautela em relação ao turismo britânico.

Jean-Yves Le Drian, o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, adiantava que "a chegada da variante indiana e o aumento de casos dessa variante no Reino Unido constituem um problema" e por estão "vigilantes a este respeito e em contacto com as autoridades britânicas". O país não passa para a lista vermelha mas serão tomadas "precauções intermédias".

Já a Alemanha proibiu, desde a meia-noite, os viajantes da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte de entrarem para o país exceto se se tratar de cidadãos ou residentes alemães.

Ao contrário, Espanha levanta as restrições. Os cidadãos britânicos já podem deslocar-se ao país. Isto apesar do Reino Unido não recomendar, ainda, deslocações a território espanhol.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alívio das restrições sanitárias na Europa

Europa em desconfinamento gradual

Vacinas são eficazes contra todas as variantes do vírus da Covid-19 (OMS)