Última hora
This content is not available in your region

Bielorrussos protestam na fronteira com a Polónia

euronews_icons_loading
Bielorrussos protestam na fronteira com a Polónia
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de bielorrussos exilados manifestaram-se este sábado contra o encerramento da fronteira entre a Polónia e a Bielorrússia. Com bandeiras da oposição e cartazes com frases de protesto, os manifestantes taparam o caminho a centenas de camiões junto ao controlo fronteiriço.

No final de dezembro, o presidente da Bielorrússia anunciou o encerramento da fronteira terrestre entre os dois países por causa da pandemia, mas os manifestantes acreditam que se tratou de uma forma de reprimir os protestos.

Lena Zhivoglod lembrou que “é difícil para os bielorrussos deixarem o país e que há muitas pessoas oprimidas pelo regime”.

Ruslan Kulevich acredita que muitos “estão à espera e gostariam de partir porque todos estão cansados de viver com medo”.

O encerramento "mostra que o governo é ilegítimo. É uma outra forma de violência contra os seus próprios cidadãos", disse Tatsiana Koulevitch, que deixou o seu país no ano passado e vive agora na Polónia.

A Bielorrússia, um país de 9,5 milhões de pessoas, foi abalada por protestos em massa e sem precedentes desde a reeleição, no ano passado, de Alexander Lukashenko. O presidente governa o país desde 1994 com o apoio da Rússia.