Última hora
This content is not available in your region

À procura do "violino perfeito"

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
À procura do "violino perfeito"
Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

Cremona, a cidade italiana onde trabalharam Antonio Stradivari e outros grandes fabricantes e mestres do violino continua ligada a este instrumento e não quer ser conhecida apenas pelas descobertas do passado.

No Museu do Violino, inaugurado há oito anos, os investigadores querem perceber se a a inteligência artificial pode criar um "instrumento perfeito". Começaram com um scan 3D do famoso 'Messias', criado por Stradivari em 1716 para compreender como os violinistas que viveram há 300 anos eram capazes de fabricar os próprios instrumentos e com técnicas que funcionam até hoje.

Sebastian Gonzalez, um dos investigadores do Museu do Violino de Cremona, explica que o material do instrumento é muito importante e lembra que madeira, hoje em dia, é muito diferente de há 300 anos, quando Stradivari construía os instrumentos. As diferenças têm a ver com fatores como o aquecimento global. E como a madeira é diferente, os especialistas chegaram à conclusão de que é necessário alterar a abordagem atual de seguir cópias de formas e medidas antigas.

Nos estudos, utilizam sistemas de computação que funcionam como os neurónios do cérebro humano para prever como vibra a placa de um violino, dependendo da forma do instrumento.

O objetivo é ajudar os fabricantes a criar instrumentos para audiências e atuações específicas.