Última hora
This content is not available in your region

Os recordes de Cristiano Ronaldo

Access to the comments Comentários
De  euronews
Cristiano Ronaldo celebra golo frente à seleção de França
Cristiano Ronaldo celebra golo frente à seleção de França   -   Direitos de autor  Laszlo Balogh
Tamanho do texto Aa Aa

Cristiano Ronaldo marcou dois golos, esta quarta-feira (23 de junho), frente à Seleção de futebol de França e alcançou mais um recorde: 109 golos pela Seleção de Portugal.

O recorde de melhor marcador de sempre de seleções era, até então, detido pelo iraniano Al Daei que já felicitou o internacional português.

No Instagram, Ali Daei escreveu: "Parabéns ao Cristiano Ronaldo que está agora a um golo de bater o recorde internacional de melhor marcador [de seleções] masculino. Sinto-me honrado por este feito notável pertencer a Ronaldo — um grande campeão de futebol e humanista atencioso que inspira e impacta vidas em todo o mundo".

Mas este não foi o único recorde alcançado por Cristiano Ronaldo neste Campeonato Europeu de Futebol 2020.

Quando a Seleção de Portugal defrontou a homóloga da Hungria, no início do campeonato, Ronaldo tornou-se o primeiro jogador de sempre a participar em cinco fases finais da competição, a primeira foi em 2004, tinha o jogador 19 anos, no Euro que decorreu em Portugal, seguindo-se depois as participações em 2008 (Suíça/Áustria), em 2012 (Polónia/Ucrânia), em 2016 (França) e 2020;

O internacional português é, também, o jogador com o maior número de jogos realizados em fases finais de grandes competições (neste caso Europeu e Mundial);

Cristiano Ronaldo ultrapassou o recorde de Michel Platini (nove golos), tornando-se no melhor marcador de sempre em fases finais de Europeus. Marcou dois em 2004, um em 2008, três em 2012, três em 2016 e mais quatro em 2020 – que ainda não acabou;

Ronaldo é, agora, também o jogador com mais vitórias em jogos da fase final do Campeonato da Europa (12), ultrapassando as 11 vitórias dos espanhóis Cesc Fàbregas e Andrés Iniesta;

O português é, também, o primeiro da história de fases finais de Europeus a bisar em três edições. Já tinha bisado à Hungria em 2016, tinha bisado em 2012 frente aos Países Baixos, voltou a marcar dois golos no mesmo encontro frente à formação húngara e, também, à seleção francesa. Com este feito, ultrapassou Gerd Müller (1972), Michel Platini (1984), Rudi Völler (1984 e 1988), Wayne Rooney (2004) e Antoine Griezmann (2016);

Por fim, Cristiano Ronaldo é o primeiro jogador europeu com dois ou mais golos em pelo menos quatro fases finais de um Campeonato Europeu, ultrapassando a marca do sueco Zlatan Ibahimovic (2004, 2008 e 2012) com dois golos em 2004, três golos em 2012, três golos em 2016 e agora quatro golos (pelo menos) em 2020.

Acreditando na tenacidade de Cristiano Ronaldo, podemos antecipar que muitos outros recordes virão.