Antigos aliados de líder sérvio condenados por tribunal da ONU

Antigos aliados de líder sérvio condenados por tribunal da ONU
Direitos de autor Piroschka Van De Wouw/AP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Dois altos funcionários dos serviços estatais de segurança da Sérvia foram condenados por cumplicidade e conivência em crimes cometidos durante a guerra nos Balcãs durante a década de 90

Um tribunal de crimes de guerra da ONU em Haia condenou dois antigos antigos aliados do antigo presidente sérvio Slobodan Milosevic.

PUBLICIDADE

Ambos os altos funcionários foram condenados por cumplicidade e conivência em crimes cometidos durante a guerra nos Balcãs durante a década de 90.

Jovica Stanisic, o antigo chefe dos serviços estatais de segurança da Sérvia, e o seu número dois Franko Simatovic, foram ambos condenados a 12 anos de prisão.

Trata-se da primeira vez que funcionários estatais da Sérvia foram condenados. Ambos eram acusados de apoio a um esquadrão da morte sérvio que aterrorizou muçulmanos e croatas numa localidade na Bósnia em 1992.

Em 2001, o antigo presidente Slobodan Milosevic foi condenado por um tribunal de crimes de guerra da ONU por genocídio e crimes contra a Humanidade mas morreu na prisão cinco anos mais tarde.

Recentemente, o antigo comandante do exército servio-bósnio, Ratko Mladic, perdeu o recurso interposto contra as acusações de genocídio, crimes de guerra e crimes contra a Humanidade.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Justiça internacional confirma prisão perpétua para o "Carniceiro dos Balcãs"

Presidente do Kosovo nega ter cometido crimes de guerra

TPI investiga crimes de guerra dos EUA no Afeganistão