Última hora
This content is not available in your region

Gestão das planícies aluviais no Danúbio

De  euronews
euronews_icons_loading
Gestão das planícies aluviais no Danúbio
Direitos de autor  Marton Monus / MTVA vía AP
Tamanho do texto Aa Aa

Os efeitos das alterações climáticas podem ser mitigados e o risco de inundações pode ser reduzido através da restauração das planícies aluviais, de acordo com a organização (WWF) - o “Fundo Mundial para a Natureza”. A organização tem investigado quais as zonas ao longo do Danúbio, na Hungria, que podem ser devolvidas à natureza, com um projeto que pretende reduzir o risco de cheias, através da gestão das planícies de inundação.

Nos últimos dois séculos, a gestão dos rios na Europa separou 70% das planícies aluviais dos rios, para evitar inundações ou aumentar os terrenos agrícolas, mas as planícies aluviais estão a perder a vida selvagem. A biodiversidade também ajuda a manter a cadeia alimentar natural. Só nas florestas das planícies aluviais de Budapeste, existem pelo menos 150 espécies de aves diferentes.

O projeto do Danúbio foi lançado há 3 anos e envolve 22 organizações de 10 países. Só ao longo do Tisza, existem 1.500 quilómetros quadrados que poderiam ser restaurados e "devolvidos aos rios", melhorando assim o estado ecológico da zona. O projeto pretende dar início ao trabalho de campo nos próximos anos, com a cooperação das autoridades hídricas locais.