Atletas russos afastados de Tóquio2020

Agência Mundial Antidopagem
Agência Mundial Antidopagem Direitos de autor euronews
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Agência Mundial Antidopagem afirma que os atletas estavam envolvidos em escândalo de doping

PUBLICIDADE

A Agência Mundial Antidopagem confirmou o afastamento de vários atletas russos dos Jogos Olímpicos de Tóquio devido a suspeitas de doping, baseadas em testes feitos num laboratório em Moscovo, encerrado em 2015.

Os 335 atletas russos, apurados, competem em Tóquio sem uma bandeira ou hino. O nome da equipa é ROC, o acrónimo, em inglês, de Comité Olímpico Russo.

"A vasta e maioria da delegação russa que aqui se encontra é constituída por atletas que não competiam em 2012, 2013, 2014. Na altura, não estavam no desporto. É uma nova geração de atletas. Havia uma mão-cheia de atletas que ainda poderiam estar, poderiam estar nos jogos, que nós qualificaríamos como fortes casos de doping e nenhum deles está aqui e não estarão a competir nesta competição", assegurou o diretor-geral da AMA, Olivier Niggli.

A proibição de identidade da Rússia nos Jogos Olímpicos de Tóquio e nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, que ocorrem em 2022, foi imposta pelo Tribunal Arbitral do Desporto em dezembro de 2021.

Entregar a base de dados e amostras do laboratório que, foi encerrado em 2015, à Agência Mundial Antidopagem foi a chave para revelar o escândalo de doping apoiado pelo Estado russo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Invasão da Ucrânia fecha portas de competições mundiais aos atletas russos

Rússia declara correspondente da BBC de “agente estrangeiro”

Como a ucraniana Valeriia, de 17 anos, escapou a um campo de reeducação russo