Última hora
This content is not available in your region

Atletas russos afastados de Tóquio2020

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Agência Mundial Antidopagem
Agência Mundial Antidopagem   -   Direitos de autor  euronews
Tamanho do texto Aa Aa

A Agência Mundial Antidopagem confirmou o afastamento de vários atletas russos dos Jogos Olímpicos de Tóquio devido a suspeitas de doping, baseadas em testes feitos num laboratório em Moscovo, encerrado em 2015.

Os 335 atletas russos, apurados, competem em Tóquio sem uma bandeira ou hino. O nome da equipa é ROC, o acrónimo, em inglês, de Comité Olímpico Russo.

"A vasta e maioria da delegação russa que aqui se encontra é constituída por atletas que não competiam em 2012, 2013, 2014. Na altura, não estavam no desporto. É uma nova geração de atletas. Havia uma mão-cheia de atletas que ainda poderiam estar, poderiam estar nos jogos, que nós qualificaríamos como fortes casos de doping e nenhum deles está aqui e não estarão a competir nesta competição", assegurou o diretor-geral da AMA, Olivier Niggli.

A proibição de identidade da Rússia nos Jogos Olímpicos de Tóquio e nos Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim, que ocorrem em 2022, foi imposta pelo Tribunal Arbitral do Desporto em dezembro de 2021.

Entregar a base de dados e amostras do laboratório que, foi encerrado em 2015, à Agência Mundial Antidopagem foi a chave para revelar o escândalo de doping apoiado pelo Estado russo.