Última hora
This content is not available in your region

Suíça faz pleno de medalhas em Tóquio no ciclismo feminino

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Suíça faz pleno de medalhas em Tóquio no ciclismo feminino
Direitos de autor  Thibault Camus/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved
Tamanho do texto Aa Aa

A Suíça fez o pleno de medalhas na prova feminina de Bicicleta de Montanha. A ex-campeã mundial, Jolanda Neff, chegou ao ouro; Sina Frei ficou com a prata e Linda Indergand arrecadou o bronze.

A última vez que uma nação levou ouro, prata e bronze numa prova de ciclismo olímpica foi em 1904.

Simone Biles retirou-se da final feminina de ginástica por equipas, em Tóquio, antes de os Estados Unidos alcançarem a prata.

A ginasta, que foi substituída por Jordan Chiles, manteve-se, no entanto, no recinto para apoiar as colegas.

Nesta disciplina, o ouro foi para a Rússia e o bronze para a Grã-Bretanha.

A judoca francesa, Clarisse Agbégnénou conquistou a medalha de ouro na classe de 63 kg, ao derrotar, na final, a eslovena Tina Trstenjak.

A italiana Maria Centracchio e a canadiana Catherine Beauchemin-Pinard foram ambas premiadas com medalhas de bronze.

Na canoagem, a alemã, Ricarda Funk, conquistou o ouro no slalom feminino. A prata foi para a espanhola, já campeã olímpica, Maialen Chourraut e a australiana, Jessica Fox, fechou o pódio com o bronze.

A potência equestre que é a Alemanha ganhou confortavelmente a medalha de ouro por equipas no dressage, com um trio de cavaleiras liderado por Isabell Werth, número um mundial, com Jessica von Bredow-Werndl e Dorothee Schneider.

A Alemanha ganhou o ouro em todas as equipas olímpicas de dressage desde 1984, com excepção de 2012, quando a Grã-Bretanha o arrebatou em casa.

Os Estados Unidos ganharam a prata competindo com duas cavaleiras nascidas na Alemanha, Sabine Schut-Kery e Steffen Peters, ao lado de Adrienne Lyle.

A Grã-Bretanha, com Charlotte Dujardin, Charlotte Fry e Carl Hester ficou com o bronze.

Na contabilidade das medalhas destes jogos de Tóquio 2020, a procissão ainda vai no adro, mas os Estados unidos lideram com 25, seguidos da China, com 21.