Última hora
This content is not available in your region

Incêndios incontroláveis na Turquia e na Grécia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Incêndios incontroláveis na Turquia e na Grécia
Direitos de autor  AFP
Tamanho do texto Aa Aa

Os incêndios na Turquia mostram-se impossíveis de controlar.

Nas últimas horas, os bombeiros conseguiram impedir uma catástrofe, evitando que as labaredas alastrassem a uma central termoelétrica a carvão em Mugla, no sudoeste da Turquia.

São vários os incêndios ativos nesta região do Mar Egeu. As chamam lavram há já nove dias, oito pessoas morreram, e várias localidades foram evacuadas, incluindo as estâncias turísticas de Bodrum e Antalaya.

Embora os incêndios estejam, ainda, por controlar, o ministro turco dos Negócios Estrangeiros, Mevlut Cavusoglu, está otimista:

"Gostaria de dizer que estamos numa melhor situação hoje do que ontem. Impedimos que o fogo se espalhasse mais longe do ponto em que ontem parámos, graças ao trabalho abnegado dos nossos amigos e às intervenções do ar e do solo".

Apesar do otimismo do Governo, os especialistas acreditam que ventos imprevisíveis podem colocar a central termoelétrica novamente em risco. O Executivo de Recep Tayyip Erdogan tem estado sob fortes críticas, sendo acusado de reagir tardiamente aos incêndios.

No outro lado do Mar Egeu, as chamas não dão descanso, também, aos gregos. As ruínas arqueológicas da antiga Olímpia estão ainda ameaçadas, apesar dos esforços dos bombeiros.

"O país enfrenta uma crise ambiental sem precedentes, com múltiplos incêndios de grandes proporções em muitas partes do país. Este é o resultado de uma onda de calor que está agora a entrar na segunda semana", refere o primeiro-ministro helénico, Kyriakos Mitsotakis.

São vários os incêndios que lavram incontroláveis na Grécia. A norte de Atenas e na ilha de Evia, centenas de casas foram consumidas pelas chamas.

Várias localidades do país tiveram de ser evacuadas. As autoridades registaram cerca de uma centena de novos incêndios nas últimas horas.