Última hora
This content is not available in your region

Talibãs entram no Palácio Presidencial de Cabul

Access to the comments Comentários
De  Ricardo Figueira
euronews_icons_loading
Talibãs no Palácio Presidencial de Cabul
Talibãs no Palácio Presidencial de Cabul   -   Direitos de autor  Zabi Karimi/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Tamanho do texto Aa Aa

Os talibãs já estão no Palácio Presidencial de Cabul e preparam-se para retomar o poder no Afeganistão, naquilo que tanto os radicais islâmicos como o governo em exercício dizem ser uma transição pacífica. Este é o coroar de uma ofensiva-relâmpago, em que os talibãs reconquistaram todo o país em poucos dias. Entraram este domingo na capital, de uma forma que apanhou muitos desprevenidos, aparentemente sem violência. O presidente Ashraf Ghani já deixou o país e refugiou-se no Tajiquistão, uma informação que foi confirmada por Abdullah Abdullah, antigo primeiro-ministro e presidente do Conselho Nacional de Reconciliação.

O ministro do Interior em exercício, Abdul Satar Mirzakwal, apareceu na televisão para uma mensagem em que pediu calma à população:

Disse que a cidade está segura e quem tentar causar distúrbios sofrerá as consequências. Cabul não vai ser atacada, o acordo que existe é para que o poder seja transferido de forma pacífica para um governo interino.

A ofensiva vitoriosa dos talibãs precipitada pela retirada das tropas internacionais, presentes no Afeganistão desde que os atentados de 11 de setembro de 2001 ditaram a guerra que então afastou os talibãs do poder. Mas a paz nunca voltou ao país. Muitos perguntam-se agora de que serviram estes quase 20 anos de ocupação internacional. Os diplomatas e cidadãos estrangeiros estão a deixar o país por via aérea. Na embaixada norte-americana, os funcionários queimaram vários documentos antes de deixar o Afeganistão.

Os talibãs informaram que os estrangeiros podem sair, se quiserem, ou terão de registar-se junto da nova administração.