Sobreviventes lembram massacre no Bataclan

Sobreviventes lembram massacre no Bataclan
Direitos de autor NOS/Eurovision
Direitos de autor NOS/Eurovision
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Representar vítimas e testemunhar em tribunal é primordial para os que escaparam dos atentados de 2015

PUBLICIDADE

Há seis anos, a sala de concertos do Bataclan tinha lotação esgotada. Entre os que pagaram o bilhete para assistir ao concerto dos Eagles of Death Metal encontrava-se Stéphane Toutlouyan, que se lembra como de tivesse sido ontem do ataque perpetrado pelo comando terrorista.

Stéphane Toutlouyan, sobrevivente:"Penso que temos o dever de nos mantermos positivos e continuar a avançar, em nome dos que não tiveram tanta sorte e morreram. É esse o legado que nos deixaram: devemos continuar a estar presentes pelos que não podem... E há também o aspeto de não deixar que os terroristas ganhem."

Franck, ele próprio um músico, também estava no Bataclan no momento do ataque. Junto com outros sobreviventes, compôs uma música, gravada na sala de concertos, para tentar virar a página sobre a tragédia.

Franck, sobrevivente:"Estava no bar a assistir ao concerto e vi as armas a disparar. E, no espaço de tempo de me aperceber do que se estava a passar e me lançar em fuga, o atirador estava a apontar na minha direção. E eu corri."

Para ele, testemunhar em tribunal é primordial.

Franck, sobrevivente:"Ao ir testemunhar, marco presença. Digo-lhes: "Vocês viraram de pernas para o ar a minha vida, mas eu continuo humano, Não tenho medo. Vocês perderam'. É esta a minha mensagem."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França homenageia vítimas do atentado de novembro de 2015 em Paris

Julgamento dos atentados de Paris entra nas alegações finais

França depois dos atentados de 2015