Última hora
This content is not available in your region

Acordo entre AIEA e Irão sobre a vigilância nuclear

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Iran
Iran   -   Direitos de autor  AP/AP
Tamanho do texto Aa Aa

O Irão disse esta segunda-feira que permitirá que as câmaras de vigilância das Nações Unidas continuem a controlar os seus locais nucleares, mas não será concedido acesso às gravações.

De acordo com o porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Irão, as gravações serão seladas e mantidas no Irão.

Saeed Khatibzadeh disse em conferência de imprensa: "Toda a obra do Irão é pacífica. A AIEA continuará a sua inspeção e monitorização com base no acordo de salvaguarda, mas Teerão impede qualquer coisa para além disso, de acordo com a lei aprovada pelo parlamento".

Rafael Grossi, o diretor-geral da Agência Internacional da Energia Atómica (AIEA), esteve em Teerão este fim de semana e anunciou um acordo que dava espaço à diplomacia.

Na Reunião de domingo, o Irão concordou em permitir que inspetores internacionais instalem novos cartões de memória nas câmaras de vigilância dos sítios nucleares sensíveis e continuem a filmar.

Desde fevereiro que o Irão tinha impedido qualquer acesso às suas instalações nucleares aos inspetores da AIEA.

O assunto é tema central da reunião trimestral dos governadores da AIEA esta segunda-feira, em Viena.