Última hora
This content is not available in your region

Amal representa os refugiados e é uma mensagem para a Europa

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Amal representa os refugiados e é uma mensagem para a Europa
Direitos de autor  LOUISA GOULIAMAKI/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Esta é a Amal, tem nove anos de idade e vem da Síria. É mais uma jovem que viaja pela Europa depois de fugir da guerra no seu país. Amal, um boneco gigante de três metros e meio de altura, representa os refugiados e passou por Assis em Itália numa viagem que a levará até Manchester no Reino Unido.

A viagem de Amal começou a 27 de julho na fronteira entre a Síria e a Turquia.

Desde então viajou oito mil quilómetros e atravessou oito países.

A ideia coube a um grupo de encenadores de teatro premiados que assim querem chamar a atenção para o problema dos refugiados e a procura por um futuro melhor longe de casa e da pobreza.

"Recriar a viagem que milhões de pessoas fizeram é uma espécie de tributo. Decidimos que não seriamos nós a afzer esta viagem mas um criança, como as centenas de milhares de jovens que fizeram esta viagem, sózinhos, à procura de segurança", afirma o produtor the "The Walk", David Lan.

O repórter da euronews, Luca Palamara, esteve em Assis e acompanhou a visita de Amal.

"Na longa viagem pela Europa, Amal passou por Assis, um dos principais centros espirituais do continente. Foi aqui que teve lugar o primeiro encontro interreligioso promovido pelo papa João Paulo II em 1986. Uma paragem simbólica na viagem deste boneco gigante que representa todos aqueles que procuram refúgio na Europa".

"Se esta viagem continua pelas ruas do mundo, com crianças e refugiados perdidos à procura de um abraço, casa e um sonho, tudo isto diz-nos que a humanidade está igualmente perdida", diz o Padre Enzo Fortunato, da Ordem de São Francisco de Assis.

A cidade de Assis, no centro de Itália, é também a cidade de São Francisco, cuja mensagem perdura até hoje como adianta a presidente da câmara, Stefania Proietti.

"São Francisco ensinou-nos a beijar os leprosos, a sermos acolhedores e dar-mos mais importância aos outros do que a nós próprios, aprender com os outros, a ir ao seu encontro, a falar com eles, mesmo sendo de culturas e religiões diferentes. Os seus ensinamentos ainda são revolucionários nos dias de hoje", defende a representante camarária.

Após três anos de preparação, Amal, o boneco gigante, tornou-se numa mensagem importante para toda a Europa, uma mensagem que diz "por favor, não se esqueçam de nós".