Última hora
This content is not available in your region

Talibãs reúnem-se com delegação EUA-UE

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira com AFP, AP, AFARIA
euronews_icons_loading
Talibãs reúnem-se com delegação EUA-UE
Direitos de autor  The Associated Press
Tamanho do texto Aa Aa

Os talibãs no Afeganistão realizaram as suas primeiras conversações com uma delegação conjunta EUA-UE no Qatar, esta terça-feira. O encontro aconteceu no dia em que Ursula von der Leyen, anunciou um pacote de ajuda da UE para "evitar o colapso humanitário e socioeconómico" do país, numa cimeira virtual do G20 organizada por Itália.

O primeiro-ministro italiano afirmou que a situação é muito grave. Mario Draghi esclareceu que_"a emergência humanitária no Afeganistão é muito grave, os representantes das instituições internacionais das Nações Unidas falam de uma catástrofe humanitária".

É preciso evitar que a situação piore e para isso é preciso apoio económico.

"Precisamos de evitar o colapso económico do país e isso significa evitar, imediatamente, o colapso do sistema de pagamentos. Se os pagamentos não poderem ser efetuados torna-se muito difícil fornecer assistência humanitária", frisou o chefe do executivo italiano.

O apoio financeiro do bloco forte europeu destina-se ao povo afegão e aos países vizinhos "que foram os primeiros a ajudá-los", disse a presidente da Comissão Europeia.

O Secretário-Geral da ONU António Guterres tinha pedido, na segunda-feira, ao mundo dinheiro para o Afeganistão mas criticava as promessas "não cumpridas" dos Talibãs às mulheres e meninas afegãs.