EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Protestos contra Passe Verde obrigatório perdem intensidade em Itália

Protestos contra Passe Verde obrigatório perdem intensidade em Itália
Direitos de autor Gregorio Borgia/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Gregorio Borgia/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  Bruno SousaGiorgia Orlandi
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Desde esta sexta-feira que é obrigatório apresentar um passaporte covid-19 para poder trabalhar em Itália

PUBLICIDADE

Desde esta sexta-feira que em Itália é obrigatório apresentar o Passe Verde para poder trabalhar, uma medida que afeta todas as empresas do país, sejam elas públicas ou privadas. Trata-se de um documento que atesta que o portador já levou pelo menos uma dose de vacina da Covid-19, recuperou do vírus nos últimos seis meses ou testou negativo nas últimas 48 horas.

Um trabalhador impedido de chegar ao local do trabalho por esta medida sanitária tem falta injustificada e pode ser suspenso. Caso vá trabalhar sem o Passe Verde, arrisca uma multa entre os 600 e os 1500 euros.

A medida gerou uma onda de protestos no país contra o que dizem ser um atentado às liberdades individuais. Entre os manifestantes presentes esta sexta-feira em Roma, havia mesmo que admitisse que preferia contrair covid-19 para ficar já com o Passe Verde a submeter-se a esta forma de ultrapassar direitos que estão consagrados na Constituição.

A correspondente da euronews na capital italiana refere que o protesto terminou sem incidentes e que se verificou uma redução no número de participantes relativamente às manifestações anteriores, um cenário que foi idêntico em todo o país.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Milhares protestam contra extrema-direita em Itália

Maioria dos italianos favoráveis ao Passe Verde

"Passe Verde" obrigatório para trabalhar em Itália