This content is not available in your region

Protestos contra Passe Verde obrigatório perdem intensidade em Itália

Access to the comments Comentários
De  Bruno Sousa  & Giorgia Orlandi
euronews_icons_loading
Protestos contra Passe Verde obrigatório perdem intensidade em Itália
Direitos de autor  Gregorio Borgia/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

Desde esta sexta-feira que em Itália é obrigatório apresentar o Passe Verde para poder trabalhar, uma medida que afeta todas as empresas do país, sejam elas públicas ou privadas. Trata-se de um documento que atesta que o portador já levou pelo menos uma dose de vacina da Covid-19, recuperou do vírus nos últimos seis meses ou testou negativo nas últimas 48 horas.

Um trabalhador impedido de chegar ao local do trabalho por esta medida sanitária tem falta injustificada e pode ser suspenso. Caso vá trabalhar sem o Passe Verde, arrisca uma multa entre os 600 e os 1500 euros.

A medida gerou uma onda de protestos no país contra o que dizem ser um atentado às liberdades individuais. Entre os manifestantes presentes esta sexta-feira em Roma, havia mesmo que admitisse que preferia contrair covid-19 para ficar já com o Passe Verde a submeter-se a esta forma de ultrapassar direitos que estão consagrados na Constituição.

A correspondente da euronews na capital italiana refere que o protesto terminou sem incidentes e que se verificou uma redução no número de participantes relativamente às manifestações anteriores, um cenário que foi idêntico em todo o país.