This content is not available in your region

Israel aprova expansão dos colonatos na Cisjordânia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Israel aprova expansão dos colonatos na Cisjordânia
Direitos de autor  AFP

Israel aprovou a construção de mais de 3 mil habitações para colonos na Cisjordânia. Uma decisão anunciada um dia depois de a Administração Biden ter condenado a expansão dos colonatos em território palestiniano ocupado, uma das posições mais firmes deste presidente dos Estados Unidos.

Mas o primeiro-ministro israelita Naftali Bennett, que há muito defende a construção de colonatos judaicos, diz que está "a tentar equilibrar as boas relações com a Casa Branca e vários constrangimentos políticos".

Hagit Ofran, que supervisiona a construção nos colonatos para o grupo Peace Now, critica a decisão: "Agora todos sabem que este não é um governo de mudança, mas é um governo com a mesma política de Netanyahu. Para construir mais colonatos, para aprofundar a ocupação e afastar-nos das hipóteses de paz".

Os palestinianos consideram que os colonatos são o maior obstáculo à paz e a maior parte da comunidade internacional considera-os ilegais. Cerca de 475 mil colonos israelitas vivem na Cisjordânia, ao lado de 2,8 milhões de palestinianos.