EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Rússia retoma fornecimento de gás à Moldávia a 1 de novembro

Rússia retoma fornecimento de gás à Moldávia a 1 de novembro
Direitos de autor Aurel Obreja/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Aurel Obreja/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Moldávia e a Rússia renegociaram o contrato do gás, com novos preços e escalonamento da dívida moldava. O fornecimento é retomado a 1 de novembro

PUBLICIDADE

As autoridades da Moldávia chegaram a um acordo com a Gazprom sobre a extensão do contrato de gás. As partes acordaram uma fórmula de preços, bem como uma auditoria da dívida a Moscovo. O calendário de pagamento ainda vai ser discutido, mas o fornecimento de gás russo à Moldávia, ao abrigo do novo contrato deverá ser retomado a 1 de novembro.

As negociações tiveram lugar no meio da crise energética na Moldávia. Há uma semana, devido à escassez de gás, o parlamento declarou o estado de emergência. Chisinau começou a adquirir pequenos volumes de energia no mercado internacional, a fim de evitar que a pressão no gasoduto descesse a um nível crítico.

Moscovo explicou estes problemas com a crescente dívida da Moldávia à Gazprom. Chisinau não reconheceu o montante das dívidas, insistiu numa auditoria da dívida e no seu recálculo com base num "preço justo do gás".

O Alto Representante da UE para os Negócios Estrangeiros Josep Borrell acusou Moscovo de utilizar a disputa do preço do gás para exercer pressão política sobre a Moldávia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Gazprom nega cortes de gás para manipular preços na Europa

Adesão da Ucrânia à UE: "caminho longo" mas "determinação inabalável", garante Bruxelas

Blinken reafirma apoio dos EUA à Moldova face à crescente ameaça russa