This content is not available in your region

Milhares de pessoas nas ruas em defesa de Mikhail Saakashvili

Access to the comments Comentários
De  Nara Madeira
euronews_icons_loading
Milhares de pessoas nas ruas em defesa de Mikhail Saakashvili
Direitos de autor  Georgian Interior Ministry Press Service via AP

O antigo presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili está, desde segunda-feira, num hospital prisional para "evitar o agravamento" do seu estado de saúde, dizem as autoridades prisionais. O ex-chefe de Estado está em greve da fome desde que regressou ao país, a um de outubro, dia em que foi detido.

A sua transferência aconteceu com algum secretismo, aProvedora de Justiça da Geórgia,Nino Lomjaria, explicava que "ele pensava estar a ser transferido para uma clínica" e que "quando chegou ao hospital prisional de Gldani, disse que não queria sair da ambulância" mas que foi levado "à força".

Os médicos apontavam para um "elevado risco de complicações" e "necessidade urgente" de tratamento numa unidade hospitalar não prisional.

Em Tbilissi, também na segunda-feira, milhares de pessoas manifestaram-se em seu apoio. Saakashvili esteve oito anos no exílio e tinha sido condenado, à revelia, por abuso de poder.

Outras fontes • GEGT