This content is not available in your region

Dia do Armistício

Access to the comments Comentários
De  Patricia Tavares
euronews_icons_loading
Dia do Armistício
Direitos de autor  Sarahbeth Maney/AP

Emmanuel Macron, solene, para assinalar o Dia do Armistício. O dia 11 de Novembro de 1918 marcou o dia do fim da Primeira Guerra Mundial e a vitória dos Aliados sobre a Alemanha.

O Presidente de França juntamente com outros líderes europeus, assinala os 103 anos do fim daquela que foi apelidada de Grande Guerra. Um conflito que deixou mais de 18 milhões de mortos.

Homenagens nos Campos Elísios, Macron perante o túmulo do Soldado Desconhecido e do caixão de um outro herói, Hubert Germain, herói da Segunda Guerra Mundial e o último "Companheiro da Libertação que morreu há um mês aos 101 anos.

Estaríamos nós aqui sem Hubert Germain? Quando tinha apenas vinte anos, deixou tudo, a sua casa no departamento da Drôme, a sua família e amigos, para ir para Londres. E em breve, com honra e lealdade, cobriu-se de glória na (batalha de) Bir-Hakeim (Líbia).
Emmanuel Macron
Presidente de França

Onze horas da manhã do dia 11 de Novembro, em Londres. A essa hora, o relógio do Big Ben dava início a dois minutos de silêncio em memória das milhões de vítimas da Primeira Guerra Mundial. Uma homenagem seguida de um desfile até ao Cenotáfio - o memorial erguido em 1918 na capital britânica para um desfile a favor da paz.

Um tapete de pétalas vermelhas em homenagem aos soldados tombados também em Ypres, na Bélgica, onde teve lugar uma das maiores batalhas da Primeira Guerra Mundial, também conhecida como a Batalha da Flandres.