EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Acordo restaura poder no Sudão

Primeiro-ministro Abdallah Hamdock
Primeiro-ministro Abdallah Hamdock Direitos de autor Marwan Ali/The Associated Press
Direitos de autor Marwan Ali/The Associated Press
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Primeiro-ministro Abdahlah Hamdock regressa sob compromisso com golpistas militares.

PUBLICIDADE

É o regresso do primeiro-ministro do Sudão ao poder. Quase um mês após o golpe de Estado orquestrado pelos militares, Abdallah Hamdock chegou a acordo com os insurgentes para voltar a assumir funções, respeitando ao que tudo indica o compromisso de partilhar o poder com as forças armadas até 2023, ano em que o país deverá realizar as suas primeiras eleições livres.

O secretário de Estado americano, Antony Blinken, tinha vindo a repetir apelos para o regresso de Hamdock e a libertação dos ministros e dirigentes detidos a 25 de outubro.

No entanto, a contestação não deverá ficar por aqui. Têm-se multiplicado protestos de movimentos civis para que os militares liderados pelo general Abdel Fattah al-Burhane, que colocou Hamdock em prisão domiciliária, sejam afastados do poder. 

A repressão das manifestações terá provocado, pelo menos, 40 mortos.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Alemanha promete milhões em ajuda ao Sudão no aniversário da guerra

Sudão: 18 milhões enfrentam fome severa

Ataque aéreo mata pelo menos 22 pessoas no Sudão