This content is not available in your region

Papa Francisco: "não podemos culpar sistematicamente os outros na questão da migração"

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Papa Francisco: "não podemos culpar sistematicamente os outros na questão da migração"
Direitos de autor  Louisa Gouliamaki/AFP or licensors

A comunidade católica da Grécia representa menos de 1% da população do país mas viveu este domingo um dia especial com a visita do Papa Francisco, que celebrou uma missa para pouco mais de duas mil pessoas numa sala de espetáculos em Atenas.

No entanto a visita do Chefe de Estado do Vaticano ao país ficou marcada pela passagem por Lesbos. Foi no epicentro de um dos pontos quentes da migração na Europa que o líder da igreja católica pediu o fim do "naufrágio da civilização", lamentando que o Mediterrâneo se esteja a tornar "um cemitério frio sem lápides".

Para o argentino, "temos de parar de ignorar a realidade, de fugir constantemente à responsabilidade, de culpar sistematicamente os outros na questão da migração, como se não interessasse a ninguém e fosse um fardo desnecessário para ser carregado pelos outros."

O Papa Francisco já tinha visitado a ilha de Lesbos em 2016 e admite que nos cinco anos que passaram praticamente não se verificaram mudanças.

Esta segunda-feira, o Papa Francisco encerra a viagem de cinco dias a Chipre e Grécia com a visita a uma escola em Atenas, regressando em seguida ao Vaticano.