This content is not available in your region

Israel avança para a quarta dose da vacina contra a Covid-19

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Israel avança para a quarta dose da vacina contra a Covid-19
Direitos de autor  Sebastian Scheiner/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

Pioneiro em matéria de pandemia, Israel torna-se no primeiro país do mundo a administrar a quarta dose da vacina contra a Covid-19.

O primeiro-ministro, Naftali Bennett, anunciou que todos os israelitas com mais de 60 anos e os profissionais de saúde serão de novo inoculados. A quarta inoculação pode ser feita quatro meses após a terceira.

Com a disseminação da variante Ómicron, foram decretadas proibições de viagens e outras restrições no país, mas sem novo confinamento geral.

O conselho de ministros israelita restringiu os jantares em centros comerciais e decretou que as crianças em comunidades com altas taxas de mortalidade e fraca imunização deveriam ter aulas à distância, a partir de casa.

Na terça-feira, Israel anunciou que adicionou os Estados Unidos, Canadá e vários outros países à sua lista vermelha de cerca de 50 Estados, para os quais proíbe viagens de ida, na tentativa de conter a Ómicron.

As restrições às viagens para o estrangeiro, que já afetavam a França, o Reino Unido e a maioria dos países africanos, estarão em vigor, pelo menos, até 29 de dezembro.

Portugal, Bélgica, Alemanha, Itália, Hungria, Marrocos, Suíça e Turquia também foram acrescentados à lista vermelha.

Cidadãos israelitas e residentes num país recém-listado vão ser obrigados a cumprir um confinamento de uma semana quando aterrarem em Israel.