This content is not available in your region

Será o fim da erupção do Cumbre Vieja?

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Será o fim da erupção do Cumbre Vieja?
Direitos de autor  AFP

O Vulcão Cumbre Vieja está tranquilo há alguns dias. Os cientistas estão otimistas que, após três meses de explosões e terramotos, a erupção esteja a terminar, mas impera a cautela.

Os cientistas continuam a recolher amostras e a fazer análises. Esta não foi apenas mais uma erupção, foi uma grande surpresa.

O vulcanólogo Vicente Soler, do Conselho Nacional de Investigação de Espanha, fala da sua dimensão: "Até 1971, cada erupção era mais curta do que a anterior. Durante 431 anos, cada erupção foi mais curta do que a anterior. Até esta. E esta bateu todos os recordes: é o maior vulcão em termos de volume de cinzas, em termos de superfície, cerca de 1.200 hectares, e, claro, em termos de duração".

Ainda que estejam prontos a dar por finalizada a erupção, os cientistas alertam que a situação de emergência se vai prolongar por várias semanas e que o regresso das populações terá de fazer-se gradualmente.

O Cumbre Vieja destruiu 1.345 casas e obrigou 7.000 pessoas a fugir; roubou tudo a muitos, mas não tirou vidas.