This content is not available in your region

Perde-se "um homem bom"

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Perde-se "um homem bom"
Direitos de autor  PATRICK HERTZOG/AFP or licensors

As bandeiras estão a meia haste em Bruxelas. A União Europeia presta homenagem a David Sassoli, o presidente do Parlamento Europeu, que faleceu esta terça-feira.

No coração do bloco, enaltece-se o político, mas também a pessoa.

"Hoje é um dia triste para a Europa. Hoje, a nossa União perde um europeu apaixonado, um democrata sincero e um homem bom", refere a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

Os eurodeputados de todos os quadrantes políticos mostram-se consternados, pesarosos e enaltecem as qualidades de David Sassoli.

A eurodeputada do Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas, Iratxe García Pérez, afirma: "Perdemos um grande companheiro, perdemos um grande amigo e perdemos um grande presidente".

O eurodeputado do Grupo dos Verdes, Philippe Lamberts, confidencia que David Sassoli era o contrário da ideia que comummente as pessoas têm dos políticos:

"Muitas pessoas têm a impressão de que os políticos são tubarões a comerem-se uns aos outros, que são como lobos, e isso era exatamente o oposto do que era David Sassoli. Ele era, por formação, uma pessoa simpática. Ele queria manter relações honestas com os outros, estava sinceramente preocupado com o bem comum. Para ele, o bem comum significava alguma coisa",

"Tinha um mandato difícil por causa da pandemia, mas conseguiu. Teve êxito devido às suas características: era amigável, sabia ouvir, era gentil, tinha um sorriso permanente, tomava decisões defendendo os valores europeus e procurando o máximo consenso entre os partidos políticos", afirma o eurodeputado português José Manuel Fernandes.

O eurodeputado Dimitros Papadimoulis sublinhou que "David (Sassoli) foi um grande pró-europeu e um presidente muito respeitado da Câmara, e uma personalidade política muito progressista. Ele não era um político profissional. Trabalhámos durante décadas como jornalistas e temos de seguir as suas pisadas".

Na rede social Twitter, o presidente francês manifestou a sua consternação, escrevendo:

"À frente do Parlamento Europeu desde 2019, David Sassoli terá levado a sério os seus compromissos para com os nossos valores democráticos, liderando com talento e paixão os debates da nossa ágora. A nossa União perdeu um patriota italiano, um grande europeu e um humanista incansável".

Também o primeiro-ministro de Portugal, António Costa lamentou a morte de "um amigo":